Força Aérea Brasileira envia nota esclarecendo fatos sobre infecção da Covid-19 na Epcar

Foto: Epcar / reprodução – Força Aérea Brasileira

Na manhã deste domingo (24), a assessoria de imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB) encaminhou resposta protocolar às solicitações de informações feitas pelo Notícias Gerais, na noite de sábado (23). Em e-mail enviado pela reportagem, foram solicitados o número total de infectados pelo coronavírus, o número de funcionários civis e militares, bem como seria realizada a dispensa dos alunos da Escola Preparatória de Cadetes da Aeronáutica (Epcar), em Barbacena.

No texto enviado como resposta, a FAB esclarece que foram testados todos os 507 alunos e que 90 apresentaram resultado positivo, que representa 6% do efetivo total. Todos os que “testaram positivo foram direcionados para o isolamento social e receberam o tratamento preconizado pelas autoridades de saúde”, explica.

Os alunos da instituição começaram a ser dispensados na sexta (22), sendo uma turma por dia. Ou seja, neste domingo (24) será dispensada a última turma.

Notícias Gerais, reafirmando a sua vocação democrática e de liberdade de expressão, publica na íntegra a resposta enviada pela assessoria de imprensa da FAB sobre os casos confirmados de Covid-19 na instituição, publicados em matérias recentes.

A seguir você pode conferir a nota da FAB na íntegra.

EPCAR realiza testagem para COVID-19 em todos os alunos do efetivo

A testagem possibilita a liberação com segurança para férias escolares

A Escola Preparatória de Cadetes da Aeronáutica (EPCAR), sediada em Barbacena (MG), iniciou, nesta sexta-feira (22), a liberação dos Alunos para férias escolares de três semanas. Antes da dispensa das três turmas, sendo uma por dia, a EPCAR realizou um cronograma de testagem para COVID-19 em todos os 507 Alunos, inclusive assintomáticos, de forma a possibilitar a liberação segura. Do total de militares testados, 90 Alunos tiveram resultado positivo,o que representa 6% do efetivo total da Escola.

Desses 90, 83 não apresentam quaisquer sintomas e os sete restantes apresentam apenas sintomas leves. Nenhum aluno necessitou ser hospitalizado. Todos aqueles que testaram positivo foram direcionados ao isolamento social e receberam o tratamento preconizado pelas autoridades de saúde.


Desde que o Ministério da Saúde reportou os primeiros casos no Brasil, a Escola tem realizado esforços no combate ao coronavírus, readequando as atividades escolares e implementando procedimentos de prevenção alinhados aos protocolos das autoridades de Saúde.

A EPCAR realizou um esforço para que o conteúdo programático das atividades acadêmicas fosse antecipado, permitindo a realização do licenciamento dos alunos. Portanto, a Escola tomou a decisão de oferecer aos alunos a possibilidade de adesão à liberação para as férias escolares. Foram mantidas as recomendações para a manutenção da disciplina de prevenção sanitária e a sua difusão no âmbito dos grupos sociais para onde se deslocarem. Importante ressaltar que a adesão ao período de licenciamento é voluntária.


Nesse período de pandemia, algumas das adaptações adotadas foram a utilização de máscaras por professores e alunos, horários de refeitórios ampliados para evitar aglomeração e o incentivo à prática de atividade física individual. Além disso, o efetivo da EPCAR passou a trabalhar presencialmente em forma de rodízio, sendo apenas um terço a cada expediente.

Ainda, os eventuais contatos de militares do efetivo com os Alunos foram reduzidos ao mínimo necessário e, ainda assim, observando o distanciamento recomendado; pias de campanha, com sabonete, foram montadas no interior da Guarnição, bem como unidades de álcool em gel foram disponibilizadas, a fim de permitir a constante higienização das mãos; e dois médicos foram alocados no Corpo de Alunos, de modo a evitar a necessidade de deslocamento até o Esquadrão de Saúde para receber os atendimentos mais simples.


“Com efeito, o zelo na preservação da saúde de todo o efetivo da EPCAR sempre foi uma preocupação deste Comando, não apenas por exigências institucionais, mas, sobremaneira, pela legítima valorização da vida. Da mesma maneira, o Comando da Escola sempre esteve cônscio de sua responsabilidade perante à comunidade barbacenense, que tão bem acolhe a EPCAR há 71 anos”, ressalta o Comandante da EPCAR, Brigadeiro do Ar Paulo Ricardo da Silva Mendes.

A EPCAR é uma instituição militar que tem como alicerce didático, normativo e legal a modalidade de ensino sob o regime de internato, transparentemente difundido por meio de seus editais de convocação, durante o processo voluntário de seleção para ingresso. Além disso, os Alunos são advindos de diversas cidades do Brasil e a permanência na Escola durante a pandemia visou à manutenção da sua integridade física e proteção, a fim de evitar exposições nos deslocamentos para seus locais de origem. Com o mesmo objetivo, os jovens foram desautorizados a circular fora da Escola.

Conforme as diretrizes do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quanto à prevenção, à testagem e às respostas médicas relacionadas à COVID-19, todos os militares com suspeita de exposição ao novo coronavírus ou com quaisquer sinais da doença, por mais leves que sejam, são direcionados ao isolamento e recebem o tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde.

Com informações em Notícias Gerais .