O símbolo de um povo! Bandeira de Barroso completou 50 anos neste 7 de setembro

No dia 7 de setembro de 1971, há exatos 50 anos, Barroso acompanhou no desfile cívico daquele ano o primeiro hasteamento da bandeira da cidade.

Criada e idealizada pelo prefeito da época, Baldonedo Arthur Napoleão, a bandeira de Barroso representa, assim como as bandeiras de outros países e municípios, um símbolo de um povo.

De acordo com Baldonedo, a bandeira tem muito a ver com o perfil do município, pois mostra o nosso presente, o passado e o futuro.

“É preciso valorizar os nossos símbolos. Aqui no Brasil infelizmente as crianças vão crescendo achando que a bandeira do Brasil é a bandeira da Seleção Brasileira de Futebol, porque só na Copa do Mundo é que se vê muitas bandeiras do Brasil. É diferente de um país como a Argentina, por exemplo, onde é uma bandeira da Nação, do povo e do país”,disse.

O atual presidente da Câmara Municipal de Barroso, Luiz Moreira, também concorda com a relevância da bandeira de Barroso como um símbolo que caracteriza a identidade do município.

“No caso de Barroso, muito nos orgulha de ter as chaminés das nossas históricas cerâmicas, as montanhas de Minas Gerais, um livro, o Rio das Mortes, enfim, menções desde a educação ao meio-ambiente. Quem conhece ou passa pelo nosso trevo, também faz alusão a bandeira através dos castelinhos da entrada da cidade. É uma bandeira, com um brasão muito bonito e representativo. Portanto, a celebração das Bodas de Ouro é motivo de orgulho para todos nós”, disse o Presidente.

O BRASÃO

 

Para a criação do brasão da cidade, foi aberto um edital de concorrência pública para a escolha ideal, que segundo Baldonedo, deveria ter características que identificassem a região geográfica de Minas Gerais e também outros elementos que remetessem a Barroso.

“O verde são as montanhas, nós somos de Minas, pois é um Estado montanhês; o rio das mortes atravessando as montanhas, que é o principal acidente geográfico que nós temos aqui no nosso município; três chaminés, sendo uma branca, uma vermelha e uma cinza. A branca é a primeira indústria que surgiu aqui na década de 1920, que produzia cal; a segunda [vermelha] é a que produzia cerâmica que tivemos aqui durante muito tempo; a terceira [cinza] é a fábrica de cimento. São atividades econômicas que marcaram a história do município” disse Baldonedo.

Outros elementos da bandeira também tem um significado importante para a cidade. De acordo com Baldonedo, o livro aberto atrás das chaminés simboliza a preocupação com a educação e com a cultura ocidental e cristã. A elipse amarela saindo da base da chaminé do cimento representa a evolução, o crescimento e o desenvolvimento. A bigorna é o símbolo do trabalho e a torre é a marca heráldica que define o brasão de uma cidade.

Além disso, outro fato interessante é que com o passar dos anos a bandeira sofreu pequenas modificações para a acompanhar as mudanças que o município passou.

“No início eram quatro torres e depois foi adicionada mais uma que representa a comarca de Barroso. Todo município que é sede de comarca o brasão tem cinco torres. Já a faixa embaixo com o nome do município tem a data de criação da cidade. Um detalhe importante é que essa bandeira não é do distrito e sim do município de Barroso. Por isso está escrito a data de 12 de dezembro de 1953”.

Há pouco tempo foi adicionada a outra data referente ao surgimento de Barroso como distrito que aconteceu no ano de 5 de março de 1729, ano em que o português Antônio da Costa Nogueira, doou o terreno para  a construção da primeira capela de Sant’Ana do Barroso.

CORES E INSPIRAÇÃO

As cores da bandeira também não foram escolhidas por um acaso e possuem também um significado.

“Decidi que as cores seriam azul e branco. O azul na cor mais próxima possível da cor do calcário, que representa nossa grande riqueza mineral e no meio uma coluna branca para destacar o brasão”, destacou Baldonedo, que também teve a bandeira da França como referência para a confecção da bandeira de Barroso.

Quem também ressalta as cores e outros elementos da bandeira é o atual vice-prefeito de Barroso, Eduardo Pinto.

“Na minha opinião a bandeira é um dos símbolos mais importantes de um povo. E como um barrosense apaixonado, sou suspeito de dizer que nossa bandeira é uma das mais bonitas que eu já vi. O azul lembra muito o azul do céu abençoado que nos trouxe e nos trás muitas bênçãos. Além disso, nossa bandeira traz também um símbolo muito importante que remete a elementos da nossa história como elementos econômicos e da natureza. Por isso, o simbolismo da nossa bandeira é único e deve sempre ser reverenciado”. disse o vice-prefeito

7 DE SETEMBRO DE 1971

 

Após a escolha da bandeira, que passou por uma comissão julgadora, foi decidido que a data de lançamento seria durante o desfile do dia 7 de setembro de 1971.

Dentre os participantes do cortejo, três jovens estudantes foram escolhidas para participarem do tradicional hasteamento das bandeiras do Estado de Minas Gerais, do Brasil e a bandeira de Barroso, que pela primeira vez seria apresentada oficialmente a toda a população.

A barrosense Margosita Rodrigues Fraga, na época com 16 anos, foi uma das estudantes escolhidas para ajudar na solenidade de 7 de setembro. A jovem levou, sobre uma bandeja de prata, a futura bandeira da cidade para que o prefeito Baldonedo Arthur Napoleão a hasteasse.

“Foi um momento único e cheio de emoção. A banda tocava e todos os olhares estavam fixos na bandeira que era hasteada pela primeira vez. Uma bandeira linda, que tremulava ao vento como uma saudação a cada barrosense. […] Observar a bandeira de Barroso é como estudar a nossa geografia. É uma referência aos primeiros barrosenses. Devemos sempre nos orgulhar da nossa bandeira que comemora suas bodas de ouro. Ela representa a cada um de nós, um povo ordeiro, amoroso, solidário e cheio de alegria” declarou Margosita.

O momento do hasteamento da bandeira por Baldonedo Arthur Napoleão foi registrado no curta-metragem “Barroso – A Capital do Cimento”, que pode ser conferido no vídeo abaixo. Minutagem: a partir dos 6:22 min.

50 ANOS DEPOIS

O dia 7 de setembro deste ano será ainda mais especial, pois o tradicional hasteamento da bandeira de Barroso será realizado pelo seu criador Baldonedo Arthur Napoleão, que convida a população a prestigiar este momento para relembrar o passado e vislumbrar o futuro.

“Neste dia 7 de setembro a bandeira de Barroso completa 50 anos, um momento gratificante para mim que a criei. Recebi um telefonema do prefeito Anderson Geraldo convidando-me para hastear a Bandeira na solenidade e aceitei o convite com prazer” disse Baldonedo. 

O hasteamento da bandeira está marcado para às 8h desta terça-feira (07) em frente ao Palácio dos Três Poderes.

Foto da capa: Luciano Nascimento – Rádio Liberdade de Barroso 98,7